Super Liga Europeia: Manchester City e Chelsea dão sinais de querer deixar o projeto

Ainda não decorreu muito tempo sobre a criação da Super Liga por parte de 12 clubes, mas dois dos fundadores já dão sinais de desconforto com as reações e estudam a possibilidade de saída: segundo o diário The Guardian, os dirigentes do Manchester City e do Chelsea ponderam a hipótese de abandonar a Super Liga na sequência das críticas vindas de diferentes quadrantes.

Perante estas dúvidas, Florentino Pérez, presidente do Real Madrid e escolhido como máximo responsável da nova entidade, alertou que o acordo vinculativo assinado impede a saída de qualquer um do grupo dos 12. Pérez aproveitou ainda a oportunidade para revelar que os 12 clubes rebeldes pretendem estabelecer um acordo com a UEFA no sentido de que a futura competição possa desenvolver-se sob a égide da organização europeia.

Entretanto, foi anunciado em Inglaterra pela Premier League um boicote à Super Liga dos restantes 14 clubes que integram a competição inglesa. Recorde-se que Manchester United, Manchester City, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Totenham são os seis clubes ingleses associados ao projeto da Super Liga Europeia.

Partilhe este artigo

Reply