José Milhazes arrasa Carminho e outros artistas que vão à Festa do Avante

Saiu o cartaz para a Festa do Avante, organizada anualmente para celebrar o PCP, e começaram as críticas. Na SIC Notícias, o historiador e jornalista José Milhazes mostrou-se muito surpreendido com a presença de alguns nomes neste cartaz, ao sugerir que estes artistas estão a compactuar com o apoio do Partido Comunista à invasão russa na Ucrânia.

Esse apoio ou, pelo menos, falta de dissociação do PCP face à invasão russa, tem valido muitas críticas ao partido. Críticas essas que se alargam agora ao leque de artistas que vai atuar na Festa do Avante. E, como tal, poderão ser, também eles, considerados apoiantes dessa invasão russa na Ucrânia.

Entre eles, Milhazes apontou contra a fadista Carminho, porventura o nome mais sonante na lista. “Eles são livres de participarem no que quiserem, mas que pensem bem porque estão a participar numa festa que não é só musical, é uma festa política.

Como é sabido, o PCP recusa-se a condenar a carnificina que está a ter lugar. Fala abstratamente na paz para evitar a política criminosa de Putin e dos próprios camaradas do Partido Comunista da Rússia, que apoia Putin, e por isso eu fiquei estupefacto ao ver no cartaz cantores ou artistas como Carminho ou o Paulo Bragança”, disse José Milhazes, no seu comentário.

“Se acontecer como todos os outros anos acontece, até lá vai estar uma representação do Partido Comunista da Federação da Rússia”, lembrou ainda o historiador, que também destacou ainda um outro nome no cartaz, a brasileira Bia Ferreira:

“Outra grande estranheza é que venha uma cantora brasileira, uma chamada Bia Ferreira, que segundo o cartaz é uma das mais destacadas vozes brasileiras de afirmação da comunidade LGBT, que vem a uma festa de um partido que apoia regimes que perseguem, prendem e matam todas estas minorias sexuais. Isto a mim claro que cria confusão”.

Partilhe este artigo

Reply